Acompanhamos nas últimas semanas o avanço do COVID-19, doença provocada pelo Coronavírus. Já temos casos de pessoas infectadas no estado de Santa Catarina, por isso vamos conhecer melhor o que é esta doença e como podemos nos proteger.

O que é?

Coronavírus COVID-19 é uma doença respiratória nova que foi identificada pela primeira vez em Wuhan, na China. Atualmente, a transmissão se dá principalmente de pessoa a pessoa. Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) indicam que 80% dos casos são leves e que apresentam sintomas parecidos com o da gripe comum. Crianças não são, até o momento, as principais vítimas da COVID-19. Idosos com doenças crônicas, porém são os mais afetados.

Ao todo, 118 países confirmaram 125.048 casos de COVID-19 e 4.613 mortes. A maioria na China (80.981 casos e 3.173 óbitos), Itália (12.462 casos e 827 mortes), Irã (9.000 e 354 óbitos) e República da Coreia (7.869 casos e 66 mortes). O Brasil apresenta nesta sexta-feira (13) cerca de 143 casos confirmados de COVID-19, por isso chegou a hora de se proteger.

Em Santa Catarina dois casos foram confirmados nesta quinta-feira (12) pela Secretaria de Estado da Saúde, sendo os (2) dois em Florianópolis. Os pacientes, um homem de 34 anos e uma mulher de 28 anos, contraíram a doença no exterior e não precisaram ser internados. Os diagnósticos de ambos ainda não constam dos dados atualizados pelo Ministério da Saúde. Até as 16h40, ainda havia 73 casos suspeitos em monitoramento no estado.

Principais sintomas

Sintomas do Coronavírus

Os sintomas podem aparecer entre 2 e 14 dias após a exposição ao vírus. E a incubação do vírus no corpo sem apresentar sintomas pode levar até 14 dias. Os sintomas comuns são coriza, tosse e dor de garganta. E os sintomas mais graves são Febre Alta, Pneumonia e insuficiência respiratória aguda.

Quem tem maiores riscos de ter a doença agravada?

  • Adultos com mais de 60 anos
  • Pessoas com doenças preexistentes, como diabetes e cardiopatias.

Como a doença é transmitida?

  • Pelo contato pessoa próximo com pessoas infectadas ou por meio de tosse ou espirro de pessoas infectadas.
  • Ao tocar objetos ou superfícies contaminadas e em seguida tocar a boca, nariz ou olhos.
  • Até o momento, não há vacina nem tratamento específico, somente tratamento de sintomas. Os casos graves podem precisar de oxigênio suplementar e ventilação mecânica.

PREPARE-SE

  • Informe-se por fontes confiáveis.
  • Lave as mãos frequentemente com água e sabão e use álcool em gel.
  • Cubra a boca com o antebraço quando tossir ou espirrar ou utilize um lenço descartável e, em seguida, jogue no lixo e lave as mãos.

AJA

  • Evite contato físico com pessoas que tenham sintomas de gripe.
  • Evite tocar os olhos, o nariz e a boca com as mãos sem lavá-las.
  • Evite compartilhar copos, pratos ou outros artigos de uso pessoal. Limpe e desinfete os objetos e superfícies que muitas pessoas tocam com frequência.
  • Se você viajou a áreas onde circula o vírus ou esteve em contato físico com alguém diagnosticado ou que apresente febre, tosse ou dificuldade para respirar, busque atendimento médico imediato. Não se automedique.

Seguindo essas orientações, você contribui para evitar também a transmissão de diversas doenças respiratórias. Continue se informando e juntos poderemos amenizar o impacto desta doença.

Fonte:

OMS – Organização Mundial de Saúde

Ministério da Saúde

Secretaria de Saúde de Santa Catarina