O Data Center está em processo de certificação Tier III, que exige disponibilidade do serviço de 99,98%, ou seja, interrupção por no máximo uma hora e seis minutos ao ano.

A Unifique, maior operadora de Telecom 100% catarinense, lançou em fevereiro o primeiro Data Center Tier III comercial de Santa Catarina. O Data Center está em processo de certificação, que garantirá níveis rigorosos de continuidade e confiabilidade. Foram investidos na ordem de R$ 20 milhões em uma infraestrutura que conta com 120 racks. O Data Center está instalado na nova sede da Unifique, inaugurada em novembro em Timbó, na região do Vale do Itajaí.

“Apostamos muito no crescimento do mercado terceirizado de infraestrutura de TI. Pesquisa da Gartner, uma das maiores consultorias mundiais de tecnologia, aponta que mais de 70% das companhias brasileiras pretendem migrar seus Data Centers para empresas especializadas até 2025. Hoje, apenas 10% terceirizam o serviço”, afirma Jair Francisco, Diretor de Mercado da Unifique.

Monitoramento 24 horas por dia, 7 dias por semana.

O público-alvo do serviço de Data Center da Telecom são as empresas de Santa Catarina. Hoje, a Unifique já fornece internet à metade das 100 maiores companhias do estado. A empresa atua há 21 anos como provedora de internet banda larga, serviço disponibilizado para empresas e residências nas principais cidades catarinenses. A Telecom também vende TV por assinatura e telefonia digital, com mais de 150 mil acessos.

O Data Center da Unifique está em processo de certificação TIER III pelo Uptime Institute. Tier é a classificação usada para mensurar o nível da infraestrutura de um Data Center. A certificação Tier III exige uma disponibilidade de 99.98% dos serviços do Data Center, o que na prática quer dizer que os servidores podem ficar indisponíveis no máximo por uma hora e seis minutos a cada 365 dias. “Cada vez mais negócios precisam garantir a disponibilidade dos dados. Inclusive, empresas de alguns segmentos como bancos e cooperativas de crédito exigem a certificação”, afirma Fabiano Busnardo, Presidente da Unifique.

Segundo o empresário, a principal motivação dos gestores de TI para fazer a migração para Data Centers terceirizados é justamente maior segurança dos dados, além de menores custos com infraestrutura para um serviço deste nível. Um Data Center certificado proporciona maior garantia de disponibilidade do serviço, resistindo melhor a quedas de energia ou outros sinistros. A operadora do serviço também fica responsável por todos os investimentos em atualização de softwares e hardwares do Data Center.

Tradição – a Unifique foi fundada em 1997 por Fabiano Busnardo como um provedor local de internet na cidade de Timbó. Na época, o empresário ainda cursava Administração na Universidade Regional de Blumenau, e montou o negócio a partir de um único computador. Chamada de Timbó Provedor de Acesso (TPA), a empresa limitava o serviço à internet discada. Em 2000, passou a incluir conexão via rádio e, em 2006, fibra óptica.

Em novembro de 2018, a Unifique inaugurou sua moderna sede em Timbó.

Os 30 quilômetros de rede do início da empresa evoluíram para atuais 8.500 quilômetros em 116 municípios catarinenses, além de Rio Negro e São Mateus do Sul no Paraná. A meta é alcançar 200 cidades em cinco anos, com prioridade para Santa Catarina. “A estratégia é ser a maior força em SC e depois partir para outros estados”, afirma Busnardo. Nos últimos anos, a Unifique apresentou crescimento médio de 35% ao ano. Em 2018, a Telecom cresceu 30%. A expectativa para 2019 é repetir o crescimento.

Um dos diferenciais da empresa é a proximidade no atendimento. A Telecom mantém 46 unidades de negócios, entre lojas próprias e revendas parceiras. O Suporte é feito 24 horas por dia, sete dias na semana. Segundo Busnardo, o resultado dessa estratégia se reflete nas vendas – 80% é decorrente da recomendação de atuais clientes.

Em novembro passado, a Unifique inaugurou em Timbó sua nova sede, um prédio de aproximadamente 5 mil metros quadrados que integrou todas as áreas da empresa.